2/01/2018

30% dos casos de infertilidade do casal são decorrentes de fatores exclusivamente, masculino, de acordo com a Sociedade Americana de Reprodução Assistida (ASRM). Para desmitificar algumas informações sobre problemas relacionados à infertilidade do homem, Joseph Monteiro, urologista da Genesis Brasília, explica o que é verdade ou não.


1) As técnicas de Reprodução Assistida só existem para problemas de infertilidade relacionados às mulheres
MITO. As técnicas de reprodução assistida se aplicam tanto a fatores masculinos quanto a fatores femininos. Um exemplo muito frequente na prática clínica é um casal cuja mulher não tem nenhum fator de infertilidade e o homem é vasectomizado. Neste caso, pode-se utilizar da fertilização in vitro (FIV) para obtenção de espermatozoides do homem para que se realize a fertilização.

A chegada de um novo ano sempre traz a expectativa de planos e metas a serem alcançadas. Dentre elas, ter um estilo de vida mais saudável, praticar atividades físicas e se alimentar melhor estão comumente no topo da lista. Mas, além dos benefícios já conhecidos, você sabia que o estilo de vida pode afetar a sua fertilidade?

05/01/2018
Ingerir bebidas alcoólicas, fumar, não praticar atividades físicas ou praticá-las com muita intensidade, dormir pouco, tomar muito café e ter uma dieta desequilibrada são hábitos com impacto importante na fertilidade de homens e mulheres em idade reprodutiva e que podem determinar, inclusive, se alguém poderá ou não ter filhos biológicos.

10/02/2018

A taxa de abortamento no Brasil atinge de 15 a 18% das gestações e esse número aumenta à medida que aumenta a idade da mulher, chegando a 40% em mulheres acima dos 40 anos, segundo os dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Embora seja comum nas primeiras semanas de gravidez, o aborto espontâneo é um fenômeno que nem sempre tem uma causa específica.

“É considerado abortamento espontâneo a perda gestacional até 20 semanas e/ou peso fetal de 500g. 80% dos casos de aborto acontecem até a 12ª semana de gestação e mesmo sendo um acontecimento ‘comum’ deve ser investigado”, afirma Luciana Furtado, ginecologista certificada em Reprodução Assistida da Genesis Brasília.

Métodos de reprodução assistida auxiliam na correção de possíveis riscos causados pela cesárea em mulheres que querem aumentar a família

04/01/2018

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde revelam que dos 3 milhões de nascimentos no Brasil, 55,5% foram cesáreas e 44,5% partos vaginais. A escolha da via de parto deve ser realizada junto ao obstetra, considerando questões como a segurança e saúde da mãe e do filho, além da possibilidade de aumentar ainda mais a família. Isso porque, apesar de incomum após uma única cesárea, a cirurgia recorrente pode afetar a fertilidade da mulher e dificultar gestações futuras.

 15/12/2017. O avanço da ciência tem permitido que as mulheres possam ter filhos em idade mais avançada. Escolhas profissionais, educacionais e estilo de vida são possíveis razões para o adiamento do desejo de ser mãe. Desta forma, tem crescido o número de mulheres que, por volta dos 30 anos de idade, congelam seus óvulos (criopreservação) para usá-los futuramente. 

“Os óvulos são gametas femininos e acompanham a idade cronológica, pois nascem junto com a mulher. Não existe ‘renovação dos óvulos’, por isso é importante que a mulher congele seus óvulos em idade fértil caso queira ter filhos no futuro, evitando que eles estejam em idade avançada e a gravidez possa não acontecer”, explica Cinara Costa de Gusmão, ginecologista certificada em Reprodução Assistida da Genesis Brasília. 

Página 1 de 21

Informações de Contato

Endereço:
SHLS 716 - Cjto "L"
Centro Clínico Sul - Torre 1
Ala Leste - Salas "L" 328/331
Brasilia - DF

Email:
genesis@genesis.med.br

Telefax:
+55 (61) 3345-8030

A Clínica

CNPJ:
37137064/0001-49

Inscrita no CRM sob nº 2.1-DF 570-09

Responsável Técnico:
Drª. Hitomi Miura Nakagawa
CRM 4863 DF

Acompanhe nas redes sociais