Mitos e Verdades sobre a Infertilidade Masculina

2/01/2018

30% dos casos de infertilidade do casal são decorrentes de fatores exclusivamente, masculino, de acordo com a Sociedade Americana de Reprodução Assistida (ASRM). Para desmitificar algumas informações sobre problemas relacionados à infertilidade do homem, Joseph Monteiro, urologista da Genesis Brasília, explica o que é verdade ou não.


1) As técnicas de Reprodução Assistida só existem para problemas de infertilidade relacionados às mulheres
MITO. As técnicas de reprodução assistida se aplicam tanto a fatores masculinos quanto a fatores femininos. Um exemplo muito frequente na prática clínica é um casal cuja mulher não tem nenhum fator de infertilidade e o homem é vasectomizado. Neste caso, pode-se utilizar da fertilização in vitro (FIV) para obtenção de espermatozoides do homem para que se realize a fertilização.

2) A idade do homem não influencia em sua fertilidade
MITO. A idade do homem também altera a fertilidade, porém de forma diferente da que ocorre no sexo feminino, onde há uma redução na reserva ovular que se encerra com a menopausa. No sexo masculino ocorre uma redução na qualidade seminal em termo de motilidade e morfologia, além do aumento da fragmentação do DNA espermático, dificultando a fecundação.
Um estudo apresentado na 33ª Reunião Anual da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia, em julho de 2017, e coordenado por Laura Dodge, do Centro Médico Diaconisa Beth Israel e da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos , analisou ciclos de FIV (fertilização in Vitro) entre 2000 e 2014. Foram mais de 19 mil ciclos em 7.753 casais e os resultados mostraram que, conforme a idade do parceiro aumenta, os resultados de taxas de gravidez diminuem, principalmente no grupo de mulheres com menos de 40 anos. Essa pesquisa comprovou que o homem também tem seu relógio biológico reprodutivo .

3) Homens diagnosticados com câncer podem preservar sua fertilidade
VERDADE. O homem diagnosticado com câncer pode preservar sua fertilidade por meio do congelamento seminal, antes de iniciar seu tratamento, seja por quimio ou radioterapia, pois estes podem destruir os espermatozoides e suas células produtoras.

4) O estilo de vida não tem relação com infertilidade
MITO. Obesidade, tabagismo, uso de anabolizantes ou drogas, exposição prolongada a produtos químicos presentes em herbicidas ou solventes podem alterar significativamente o sêmen tanto quantitativa como qualitativamente.

5) A varicocele é uma doença masculina que pode levar à infertilidade
VERDADE. A varicocele, varizes no cordão espermático que transportam o sangue do testículo, pode levar à redução da produção espermática e atrofia testicular, devido à exposição das células testiculares a radicais livres (substâncias presentes neste tipo de sangue). Essas varizes se constituem no fator masculino tratável, mais frequentemente relacionado à redução da fertilidade masculina.

6) O espermograma é um dos exames que podem diagnosticar a infertilidade masculina
VERDADE. O espermograma é um exame laboratorial que analisa diversos aspectos da produção espermática do homem, como a concentração, motilidade e morfologia. É um exame muito importante, pois orienta a investigação e o melhor método para tratamento do casal.

7) É possível selecionar espermatozoides e introduzi-los no óvulo
VERDADE. A Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides (ICSI) é um processo de fertilização de alta complexidade, descrito pela primeira vez em 1992, onde o espermatozoide é selecionado, baseado em sua morfologia e mobilidade, e injetado por micromanipulação em laboratório no interior do óvulo. Posteriormente, o embrião formado é transferido para cavidade uterina a fim de ocorrer a implantação e gestação.

Por Larissa Sampaio
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Informações de Contato

Endereço:
SHLS 716 - Cjto "L"
Centro Clínico Sul - Torre 1
Ala Leste - Salas "L" 328/331
Brasilia - DF

Email:
genesis@genesis.med.br

Telefax:
+55 (61) 3345-8030

A Clínica

CNPJ:
37137064/0001-49

Inscrita no CRM sob nº 2.1-DF 570-09

Responsável Técnico:
Drª. Hitomi Miura Nakagawa
CRM 4863 DF

Receba nossas novidades!

Acompanhe nas redes sociais