Bancos de Sêmen no Brasil: o que você precisa saber

17/01/2017

Pouco se fala sobre os bancos de sêmen no Brasil quando o assunto é Reprodução Assistida, apesar de haver no país diversas empresas especializadas em congelar gametas masculinos para uso posterior. Questões legais como a impossibilidade de saber quem é o doador, por exemplo, têm influenciado o aumento da procura por bancos de sêmen fora do país. Leia a entrevista que fizemos com a embriologista da Genesis Brasília, Íris Cabral, e entenda mais sobre o assunto.


1) Como funciona o banco de sêmen no Brasil?

Os bancos de sêmen são instituições dedicadas ao armazenamento de sêmen para uso no futuro. Podem ser utilizados por pacientes que buscam a criopreservação do próprio gameta (congelamento de espermatozoides) ou por homens voluntários que desejam doar os seus gametas anonimamente.que desejam doar os seus gametas anonimamente.

2) Qualquer pessoa pode recorrer a um banco de sêmen para ter filhos?

Sim. Entre os casos comuns que levam à procura pelo banco de esperma estão os homens que apresentam quadro de azoospermia (ausência de espermatozoide na ejaculação), vasectomia sem o desejo ou possibilidade de reversão, casais sorodiscordantes para doenças infecto-contagiosas como HIV, onde somente o homem é portador do vírus. Casais homoafetivos e mulheres solteiras com o desejo da maternidade também representam boa parte da procura pelo banco de sêmen.

3) Quais são os requisitos para homens que desejam ser doadores?

Para doar sêmen o homem tem que obedecer alguns critérios como ter entre 18 e 45 anos, ser saudável, não pertencer a grupos de risco para doenças sexualmente transmissíveis, não possuir doenças genéticas ou congênitas na família, ter disponibilidade para realizar os exames solicitados e também para comparecer ao banco de sêmen para doação quando solicitado.

4) Existe algum benefício para o homem que doa sêmen?

O doador recebe os resultados dos exames realizados ao longo do processo, tais como espermograma, espermocultura, exames sorológicos, tipagem sanguínea, cariótipo, além da consulta médica com o urologista. Ou seja, ele passa por um verdadeiro check-up, o que é muito importante.

5) Existe legislação específica para o uso dos bancos de sêmen?

A venda de sêmen é proibida no Brasil e o anonimato é garantido pelas Normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Atualmente os bancos de sêmen estão regulamentados pela RDC 23 de 27 de maio de 2011.

6) Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a busca por bancos de sêmen internacional é cada vez maior, com crescimento de 2500% entre 2011 e 2016. Por que esse fenômeno está acontecendo?

O interesse por amostras internacionais no Brasil sempre existiu, mas os trâmites burocráticos dificultavam essa importação. Atualmente, vários escritórios de bancos internacionais já estabelecidos no Brasil realizam essa importação por intermédio de clínicas de Reprodução Assistida de forma rápida e segura.

A grande justificativa para o crescimento na busca por bancos internacionais está na segurança que eles oferecem, tais como análises seminais mais detalhadas e testes genéticos mais aprofundados. Além disso, a qualidade das informações e o fato do doador não ser anônimo permitem uma escolha mais segura e tranquila.

Por Larissa Sampaio
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Informações de Contato

Endereço:
SHLS 716 - Cjto "L"
Centro Clínico Sul - Torre 1
Ala Leste - Salas "L" 328/331
Brasilia - DF

Email:
genesis@genesis.med.br

Telefax:
+55 (61) 3345-8030

A Clínica

CNPJ:
37137064/0001-49

Inscrita no CRM sob nº 2.1-DF 570-09

Responsável Técnico:
Drª. Hitomi Miura Nakagawa
CRM 4863 DF

Receba nossas novidades!

Acompanhe nas redes sociais