Hipertensão pode prejudicar a gravidez

21/09/2018

O aumento da pressão arterial durante a gestação, também conhecido como pré-eclâmpsia, é um fator que pode comprometer tanto a vida da mãe quanto a do bebê.

A enfermidade afeta de 3 a 5% das gestantes a partir do segundo trimestre de gestação. Ela ocorre por uma invasão defeituosa da placenta na parede uterina. Esta invasão ao útero materno cria um ambiente de aumento de resistência vascular cursando com a liberação de diversas substâncias que provocam um aumento da pressão arterial materna (hipertensão), aumento da permeabilidade capilar e disfunção renal.

De acordo com Raquel Guimarães, ginecologista da Genesis Brasília,“a pré-eclâmpsia pode ser assintomática, mas na maioria dos casos ocorre inchaço de face, mãos e pés (edema) além do ganho excessivo de peso. Na pré-eclâmpsia grave podem aparecer dor de cabeça, distúrbios visuais e confusão mental”, explica.

A pré-eclâmpsia pode provocar, pela disfunção placentária e hipertensão, diversas alterações na gestação. “Por exemplo, restrição do crescimento intrauterino fetal, insuficiência placentária e diminuição do líquido amniótico são algumas das complicações”, comenta a especialista.

O risco com o não controle da doença é desenvolver as formas mais graves da doença que são a Síndrome de HELLP e Eclâmpsia. Na primeira, ocorre a anemia devido à destruição dos glóbulos vermelhos, disfunção do fígado e a diminuição de plaquetas. Já na eclâmpsia podem acontecer convulsões provocadas por este aumento da pressão arterial.

“A primeira medida para evitar a pré-eclâmpsia é monitorar a pressão. A depender do caso, recomenda-se o controle da pressão com medicamentos e/ou internação hospitalar para acompanhamento frequente de possíveis alterações”, afirma Raquel Guimarães.

O acompanhamento durante toda a gestação é fundamental para garantir que tanto a mãe quanto o bebê estejam saudáveis durante toda a gravidez. Além de prevenir doenças, o pré-natal pode diagnosticar possíveis problemas antecipadamente e, minimizar os riscos à saúde.

GENESIS – Com 25 anos de atuação, a Genesis – Centro de Assistência em Reprodução Humana conta com profissionais especializados, formados nos principais centros acadêmicos do mundo para prestar serviços de excelência na área de reprodução humana assistida. Experiente, a equipe agrega conhecimento e tecnologia e prima pela assistência ética, personalizada, com confidencialidade e foco no melhor resultado.

Por Larissa Sampaio
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Informações de Contato

Endereço:
SHLS 716 - Cjto "L"
Centro Clínico Sul - Torre 1
Ala Leste - Salas "L" 328/331
Brasilia - DF

Email:
genesis@genesis.med.br

Telefax:
+55 (61) 3345-8030

A Clínica

CNPJ:
37137064/0001-49

Inscrita no CRM sob nº 2.1-DF 570-09

Responsável Técnico:
Drª. Hitomi Miura Nakagawa
CRM 4863 DF

Receba nossas novidades!

Acompanhe nas redes sociais