Um estudo sueco mostrou que a depressão e a ansiedade estão associadas a menores taxas de gravidez e nascidos vivos após tratamento de fertilização in vitro (FIV). Os resultados apresentados pelo estudo não estão relacionados necessariamente com o uso de antidepressivos, que aumentou nas últimas décadas na população em geral e entre as mulheres em idade reprodutiva.

A endometriose é uma doença crônica que interfere na fertilidade da mulher de várias formas, diminuindo as chances de uma gravidez ou simplesmente impedindo ela. Ela se manifesta quando o endométrio – tecido que reveste o interior do útero e que, a cada mês, estimulado pelos hormônios, cresce e deve ser eliminado no período menstrual – implanta-se fora do útero e continua crescendo devido aos hormônios e descamando na menstruação.

Caracterizada pela presença de tecido semelhante ao endométrio fora do útero, a endometriose é uma doença ginecológica. Este tecido pode crescer no exterior do útero, nos ovários, nas trompas, na bexiga ou nos intestinos. Geralmente, o tecido pode irritar as estruturas com que entra em contato, causando dor e aderências (tecido cicatricial).

Por recomendação do Conselho Federal de Medicina (CFM), a gestação por meio de reprodução assistida deve ser realizada até os 50 anos de idade. Mas desde 2015 o CFM aprovou uma resolução que dá autonomia à mulher com mais de 50 anos para se submeter a tratamentos de fertilização desde que ela assuma os riscos juntamente com seu médico. A mesma resolução determina que a idade máxima para doação de óvulos é de 35 anos – e para doação de espermatozoides é de 50 anos.

Com o diagnóstico de câncer, a decisão de ter filhos futuramente deve ser tomada de forma mais rápida pela mulher. Isso porque o tratamento do câncer pode afetar a fertilidade da mulher e a preservação da fertilidade deve ser discutida com o médico antes de iniciado o tratamento da doença.

Informações de Contato

Endereço:
SHLS 716 - Cjto "L"
Centro Clínico Sul - Torre 1
Ala Leste - Salas "L" 328/331
Brasilia - DF

Email:
genesis@genesis.med.br

Telefax:
+55 (61) 3345-8030

A Clínica

CNPJ:
37137064/0001-49

Inscrita no CRM sob nº 2.1-DF 570-09

Responsável Técnico:
Drª. Hitomi Miura Nakagawa
CRM 4863 DF

Acompanhe nas redes sociais